A mineradora australiana Fortescue disse que seus custos de produção de minério de ferro no último trimestre atingiram mínimas históricas e que espera uma retomada na demanda a partir de março, o que levou a um salto nas ações da companhia nesta terça-feira.

As ações da Fortescue, que manteve inalterado seu guidance para custos, subiram até 3 por cento enquanto os papéis de outras mineradoras em sua maior parte caíam, após o dólar se recuperar de mínimas de três anos.

A quarta maior produtora de minério de ferro do mundo disse que teve custos de 12,08 dólares para produzir uma tonelada métrica base úmida (wmt) da mercadoria no trimestre de outubro a dezembro, queda de 3,7 por cento ante o mesmo período do ano anterior e frente a uma projeção de 13,24 dólares do RBC.

A Fortescue manteve sua meta de custos para o ano financeiro iniciado em julho, de entre 11 e 12 dólares a tonelada.

Os custos menores são parte de uma busca por eficiência atualmente em andamento na companhia, disse o diretor de operações da Fortescue, Greg Lilleyman, em teleconferência com jornalistas.

Os embarques da companhia caíram para 40,5 milhões de toneladas nos três meses encerrados em 31 de dezembro, ante 42,2 milhões de toneladas no mesmo período do ano anterior. O UBS havia estimado cerca de 40,5 milhões de toneladas.

A Fortescue disse que seu minério de ferro foi vendido a um desconto maior que o esperado ante o índice de referência, de teor de 62 por cento. O desconto praticado pela Fortescue vem caindo gradualmente, e atingiu 23 por cento no primeiro trimestre deste ano.

Fonte: Reuters

Categories: Notícias

Deixe uma resposta

Related Posts

Notícias

PIB do Peru cresceu 2,50% em 2017, estimulado por mineração

A economia do Peru cresceu 2,50% em 2017, estimulada pela mineração, pelos hidrocarbonetos e pelo setor agropecuário – informou o Instituto Nacional de Estatística e Informática (Inei) nesta quinta-feira (15). ”O resultado da produção nacional em Read more…

Notícias

Demanda mundial cai 7% em 2017

Apesar do aumento de 6% no último trimestre, alcançando 1.095 toneladas, a demanda global por ouro caiu 7% no ano de 2017, com um volume de 4.071 toneladas, de acordo com o World Gold Council. Read more…

Notícias

Estudo revela ligação entre mineração e IDH de municípios no Brasil

Você sabia que no Brasil as comunidades com vocação mineradora são mais desenvolvidas que outros municípios? A conclusão é de artigo publicado na revista científica americana Journal of Environmental Science and Engineering (em tradução livre, Read more…